Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 28 de novembro de 2009

Cultura popular...

Quem não tem uma mãe, uma avó, uma tia pra falar qual "chazinho" é bom para curar mal-estares do dia-a dia?
São muitas as tradições familiares acerca desse assunto e conhecimentos passam de geração em geração.
Muitas das vezes, os tais chás milagrosos não passam de crenças e mitos. Entretanto, nem sempre isso é verdade.
A Academia Americana de Pediatria avaliou alguns estudos sobre a camomila e seus efeitos em bebês recém-nascidos. Um dos estudos dividiu os bebês em dois grupos, sendo que um recebeu chá de camomila e outro grupo recbeu placebo. Foi verificado que a ingestão do chá diminuiu 57% das cólicas.

Quem sabe a vovó não tinha razão quando dizia que um chá de camomila pode acalmar os pequenos...
Informações assim sempre são válidas para aumentar nosso conhecimento. Esta e outras notícias você encontra no Portal Nutrição em Foco, o portal de Nutrição mais completo do Brasil.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

O azeite faz parte da cultura mediterrânea desde suas origens. Inicialmente, eram utilizados exclusivamente como alimentos, porém ao longo do tempo passou a fazer parte da composição de medicamentos, produtos de beleza e higiene, entre outros. Os gregos atribuíam um uso curioso ao azeite: acreditavam que sua aplicação em massagens era responsável pelo aumento da virilidade.

Atualmente, é um produto que está em alta tanto em relação à gastronomia quanto à questões de saúde! A maioria de suas propriedades benéficas é devida aos ácidos graxos monoinsaturados presentes em sua composição, conforme comprovam alguns estudos. O consumo de azeite de oliva pode ter uma atuação positiva frente a doenças cardiovasculares, além de contribuir para a possível manutenção dos níveis saudáveis de colesterol.

A produção de azeite é algo bastante sério e fiscalizado. Existem órgãos específicos e conceituados para verificar a qualidade do azeite de oliva produzido, entre elas, o Conselho Internacional para o Azeite de Oliva e o Comitê Oleico Internacional (COI), sediados na Espanha.

Sem dúvida, este é um produto com certos benefícios, porém, vale lembrar que o consumo abusivo pode resultar em um excesso de calorias consumidas. Além disso, o azeite também contém em sua composição a gordura saturada, responsável por alguns danos ao organismo!


Gostou do assunto?
Leia mais sobre isso!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Mão na massa

A avaliação antropométrica é um excelente método para se avaliar o estado nutricional dos indivíduos.
Medidas como peso, estatura e circunferência da cintura podem "dizer" algumas coisas sobre o estado de saúde de quem é avaliado. A partir do peso e da estatura pode se calcular o Índice de Massa Corporal (IMC), que é a relação da distribuição da massa por metro quadrado corporal. A circunferência da cintura é utilizada para avaliar o risco de desenvolver problemas cardiovasculares e doenças ligadas ao excesso de peso que um indivíduo apresenta, já que o acúmulo de gordura na região abdominal pode significar uma predisposição à ocorrência de tais patologias.

No dia 16 de outubro as estagiárias do Portal Nutrição em Foco realizaram uma avaliação antropométrica em funcionários de um frigorífico da cidade de Goiânia, realizando atendimento em mais de 100 trabalhadores. A iniciativa partiu do proprio figorífico, tendo em vista a Semana Integrada de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT) e contou com apoio técnico das estagiárias supervisionadas pela Nutricionista Juliana Tolêdo.


Na foto acima, esta que vos escreve medindo a circunferência abdominal de um dos funcionários avaliados. Ou seja, colocando em prática os conhecimentos adquiridos na faculdade e nos treinamentos com a nossa chefa. Heehehhe