Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Álcool: seus efeitos no organismo

O consumo de bebidas alcoólicas se tornou uma prática comum entre os indivíduos e, muitos deles, não conseguem abolir o seu consumo no dia-a-dia. Em virtude disso, o Chá das Cinco vai discutir, em algumas postagens, os efeitos do álcool no organismo e como seu consumo pode ser feito sem prejuízos à saúde.

O consumo de álcool se deve a vários fatores e, em geral, é apreciado em função de seu sabor, encanto, cor, aroma e outros efeitos inebriantes que provoca.

Entretanto, é necessário estar atentos a alguns pontos, para que seu consumo seja feito de forma consciente e sem prejudicar a saúde. De maneira geral, os efeitos da bebida alcoólica dependem de características individuais, como genética, estado geral de saúde, ambiente de uso, dose e tempo de ingestão.

O álcool é não pode ser estocado no organismo. Como uma substância tóxica, deve ser eliminado imediatamente. Desta forma, tem prioridade no metabolismo, alterando o metabolismo normal e favorecendo o estoque de gorduras no organismo, que se depositam preferencialmente na área abdominal.

Para quem bebe socialmente, o álcool é metabolizado por uma via que produz ATP, ou seja, energia. Assim, o consumo “social” de álcool pode gerar um ganho de peso. Para os etilistas crônicos, o metabolismo do álcool ocorre por uma via que, ao invés de gerar energia, gasta, ocasionando uma perda de peso e, a longo prazo, desnutrição.

O consumo de álcool pode trazer algumas conseqüências:

  • Deficiência de vitaminas
  • Diminuição da secreção de ácido gástrico, contribuindo para a um supercrescimento bacteriano no intestino
  • Diminuição da imunidade
  • Anemia
  • Doença no fígado
  • Má absorção
  • Maior excreção de nutrientes pela urina


Estas são apenas alguns dos prejuízos obtidos através do consumo exagerado de álcool. É importante lembrar que estes fatores não aparecem sozinhos, e sim, em conjunto, o que agrava os efeitos negativos à saúde.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Ervas e especiarias: exóticas e marcantes

As ervas e especiarias tem sido amplamente utilizadas pela gastronomia, com objetivo de enriquecer os pratos, tanto em sabor quanto em aparência.

Ervas são vegetais que servem para aromatizar as preparações culinárias, podendo ser encontradas como folhas, sementes, flores ou bulbos.

As especiarias são temperos ou condimentos que, além de proporcionar sabores diferentes e exóticos, auxiliam na conservação dos produtos.


As ervas aromáticas mais conhecidas são: manjericão, alecrim, manjerona, hortelã, sálvia, estragão, salsa, cebolinha, coentro, louro, tomilho e outras. As principais especiarias são: pimenta, gengibre, cravo, canela, noz moscada, açafrão, cardamomo e
ervas aro
máticas.

As ervas e especiarias podem ser utilizadas em quaisquer preparações, servindo como decoração, modificando a aparência visual e tornando os pratos mais temperados, atraentes e requintados. Entretanto, deve-se tomar cuidado com a quantidade utilizada,
pois o sabor acentuado pode descaracterizar o prato. Além disso, devem ser acrescentadas no final do preparo, para não desaparecerem e perderem o sabor.

Esses produtos são uma boa opção para hipertensos, que necessitam reduzir o sal da alimentação, visto que oferecerão um paladar bastante agradável.

As ervas devem ser utilizadas preferencialmente frescas. Se forem utilizadas secas, deve-se reduzir a quantidade à metade. As especiarias são
mais eficientes quando inteiras, pois mantém o óleo essencial protegido por mais tempo e são estes óleos que darão sabor aos alimentos. Quando moídas, perdem parte do sabor e
aroma.

Acredita-se que algumas ervas e especiarias podem apresentar efeitos além da culinária, como o manjericão, conhecido por estimular o impulso sexual e aumentar a fertilidade, além de produzir uma sensação de bem-estar. Também é considerado afrodisíaco por ter a propriedade de melhorar a circulação sangüínea, bem como as pimentas. Algumas especiarias são utilizadas na fabricação de cosméticos, óleos e medicamentos.







Quer saber como utilizar estes ingredientes
para incrementar sua cozinha?
Clique aqui e aprenda como se faz uma
receita de Azeite aromatizado.