Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 26 de março de 2010

Alimentação na Doença Celíaca

As pessaos que apresentam doença Celíaca, ou seja, intolerância ao glúten - uma proteína encontrada em cereais - precisam ter uma alimentação especial, excluindo este componente da dieta.

Não é uma tarefa fácil, visto que o glúten é encontrado em alimentos como: trigo, aveia, centeio, cevada e malte e seus subprodutos (farinhas, flocos, extratos, etc.). Esses alimentos são muito utilizados na alimentação, principalmente os derivados de trigo (como a farinha), tornando complicada a tarefa de excluir o glúten da dieta. Até alguns alimentos que aparentemente não contém glúten podem apresentá-lo em sua composição: queijos fundidos, achocolatados, congelados - como almôndegas, sorvetes, molhos...

Além disso, outra dificuldade é saber como um produto foi preparado para confirmar se ele contém ou não glúten. Em um restaurante, por exemplo, não se sabe se uma determinada preparação foi acrescida de ingredientes com glúten (muitos restaurantes adicionam farinha de trigo ao feijão para deixá-lo "mais grosso"). Uma outra possibilidade é uma limento sem glúten ter sido contaminado por resíduos de glúten de outra preparação, ao se utilizar uma panela mal higienizada, por exemplo. Esse fato também é muito comum na indústri, por se utilizar os mesmos equipamentos para preparações com glúten e as, teoricamente, isentas dele.

Mas seguir uma dieta isenta de glúten não é tão difícil assim.. Um pouco de conhecimento acerca dos produtos utilizados e criatividade na cozinha proporciona aos celíacos o prazer de se alimentar bem.

Primeiramente, os alimentos que são naturalmente isentos de glúten: frutas, hortaliças, carnes, leguminosas (feijões, lentilha, grão-de-bico...), leites e a maioria de seus derivados e condimentos não industrializados. Esses grupos de alimentos não contém glúten, a menos que ele seja adicionado durante o preparo. Portanto, é sempre bom se informar sobre o modo de preparo dos alimentos e, no caso de industrializados, LER SEMPRE OS RÓTULOS.

Para os alimentos que contém glúten, inúmeros substitutos já foram encontrados: arroz, milho, batata e mandioca são os principais, juntamente com seus derivados (farinhas, flocos, creme, fécula, etc.), além disso, outros como cará, inhame, quinua e amaranto também podem ser utilizados, embora um pouco mais caros e difíceis de encontrar, dependendo da região.

A partir desses substitutos, todas as preparações podem ser feitas: pães, bolos, biscoitos, macarrão, pizza, etc.

Quanto ao equilíbrio da dieta, todo celíaco, após adaptado à alimentação adequada, tende a ter um aumento do peso corporal e, desta forma, deve ter uma dieta balanceada. Para tanto, deve diminuir a ingestão de proteínas, moderar o consumo de gorduras e aumentar o consumo de frutas, sucos naturais, verduras e legumes, tornando sua alimentação mais variada e saudável.

Quer sugestões de preparações sem glúten? Clique aqui.

Quer ler mais sobre o assunto? O Portal Nutrição em Foco traz uma matéria especial sobre a alimentação de portadores de Doença Celíaca. Confira!

2 comentários:

  1. Olá Mariana, gostei do Lay-out e nome do Blog. Parabéns pelo trabalho, mantenha contato

    ResponderExcluir
  2. Passando para agradecer a visita lá no blog... Grande beijo e Boa Semana!!!

    ResponderExcluir